Notícias

Publicação: Diário da República n.º 187/2022, Série I de 2022-09-27, páginas 6 - 34

Emissor: Presidência do Conselho de Ministros

Data de Publicação: 2022-09-27

 

SUMÁRIO

Procede à definição de medidas preventivas que permitam fazer face à atual situação e a eventuais disrupções futuras, tendo sempre em vista a garantia da segurança do abastecimento de energia

https://dre.pt/dre/detalhe/resolucao-conselho-ministros/82-2022-201509699

Esta iniciativa pretendeu sensibilizar as pessoas para os problemas da mobilidade urbana tão frequentes na nossa sociedade.

Foi uma oportunidade para, em conjunto, se refletir e discutir formas de melhor usufruir e planear a cidade, de modo a promover hábitos de mobilidade urbana mais sustentáveis, mais eficientes e mais saudáveis.

A AGENEAL esteve presente!

No dia 21 de setembro, foi apresentado o Plano Climático que Almada pretende desenvolver, nomeadamente o que está a ser delineado para se poderem cumprir as metas ambiciosas, mas vitais de atingir, em termos de redução de emissões a nível local e europeu até 2030. O projeto SUN4ALL recebeu destaque com um expositor dedicado.

O Sun4All – Energia Solar para Todos, é um projeto europeu co-financiado pelo Programa Horizonte 2020, que pretende tornar as energias renováveis mais acessíveis. A Ageneal e a Câmara Municipal de Almada são parceiras neste projeto

Este quarto boletim informativo foi publicado em 24 de novembro de 2021, e apresenta os últimos desenvolvimentosdo projeto. Caso queira saber mais acerca do desenvolvimento de políticas e medidas com vista à transição para uma mobilidade urbana mais sustentável, siga-nos em @H2020_SPROUT (Twitter) e em https://sprout-civitas.eu 

A AGENEAL é parceira do projeto EMPOWER - More Carbon Reduction by Dynamically Monitoring Energy Efficiency, apoiado pelo Programa INTERREG Europa, cuja conclusão terá lugar em dezembro de 2021.

Na conferência final serão apresentadas as ações desenvolvidas e as metas alcançadas, durante os cinco anos de duração do projeto EMPOWER, tendo como objetivo a redução das emissões de CO2 em edifícios públicos, através da monitorização e gestão dinâmica dos seus consumos de energia.

De 16 a 22 de setembro regressa mais uma edição da Semana Europeia da Mobilidade, que em 2021 celebra 20 anos!

Almada associa-se mais uma vez a esta que é a maior campanha mundial de sensibilização para a mobilidade urbana sustentável.

Foi preparado um programa de atividades diversificado e inspirado no tema da Semana deste ano: “Mobilidade Sustentável: em Segurança e com Saúde”. Entre as várias atividades previstas, destaque para o Almada Green Market (AGM), que terá lugar nos dias 18 e 19 de setembro, entre as 10h00 e as 18h00, no Parque da Paz.

A AGENEAL, Agência Municipal de Energia de Almada apoiou a Câmara Municipal de Almada e os SMAS Almada na submissão de quatro candidaturas ao Aviso n.º 11192/2021 - 3.ª fase do Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública, que contempla a aquisição de quatro veículos ligeiros de passageiros e mercadorias 100% elétricos e respetivos postos de carregamento.  A renovação da frota municipal de viaturas prossegue assim, reforçando-se a aposta em novas soluções mais sustentáveis e eficientes.

A ADENE, enquanto entidade gestora do Sistema de Certificação Energética dos Edifícios, vai promover uma série de sessões de esclarecimento dirigidas aos técnicos municipais, para dar a conhecer as recentes alterações à legislação relativa ao desempenho energético dos edifícios (Decreto-Lei n.º 101-D/2020).

A primeira sessão formativa online realiza-se a 13 de julho, pelas 10h, pela Academia ADENE, através da plataforma MS Teams.

 

A 2.ª fase do Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis insere-se no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) que identifica a aposta na eficiência energética dos edifícios como uma prioridade para a recuperação económica alinhada com a transição climática, de acordo com os objetivos do Pacto Ecológico Europeu.

O presente programa tem como objetivo o financiamento de medidas que promovam a reabilitação, a descarbonização, a eficiência energética, a eficiência hídrica e a economia circular, contribuindo para a melhoria do desempenho energético e ambiental dos edifícios.